#  DESTAQUES  #


Marcação Online de Consulta


 



















TRATAMENTOS :: Medicina Dentária « anterior
DENTISTERIA
 

Dentisteria

Os dentes devem ser tratados desde a infância para que a cárie não passe para o dentes definitivos.

A lesão de cárie dentária continua a ser a doença crónica mais prevalente entre a população.

Tratando-se de uma doença ubiquitária, embora com grandes variações geográficas, influencia desfavoravelmente a saúde geral do indivíduo, ao diminuir a função mastigatória, alterar o desenvolvimento e a estética facial, provocar perturbações fonéticas, causar dor e originar complicações infecciosas com repercussões locais e gerais.

Uma área do dente é definida como cariada quando a sonda exploradora resiste ao movimento e após ligeira pressão de inserção, a base é mole e a cor opaca. As lesões interproximais desenvolvem-se ligeiramente para gengival da área de contacto e o seu diagnóstico precoce só é muitas vezes possível pela radiografia.

O desenvolvimento da cárie dentária resulta de um conjunto de factores, cuja relativa influência não está completamente compreendida e, aparentemente, varia consoante o individuo:

  • Susceptibilidade do dente
  • Microflora
  • Substrato
  • Tempo

O equilíbrio entre estes 4 factores mantém a saúde.

Susceptibilidade do dente
Neste sector, englobam-se anomalias anatómicas e morfológicas, alterações nas posições e alinhamentos dentários. Fissuras muito profundas, cíngulos pronunciados, apinhamento dentário, dentes em infraoclusão, entre outros.
A presença de aparelhos ortodônticos, próteses dentárias e mantedores de espaço, promovem a retenção de resíduos alimentares.
Outras alterações no desenvolvimento e mineralização do dente, como sendo por exemplo, a hipoplasia de esmalte, ou mesmo uma deficiência da incorporação de flúor na superfície do esmalte, tendem a alterar a superfície e resistência do dente.

Microflora
Para que qualquer processo de doença aconteça, tem que haver não só um hospedeiro, mas também um agente. No caso das lesões de cárie, o hospedeiro é o dente susceptível, e o agente, uma bactéria cariogénica, organizada num biofilme, a que se dá o nome de Placa Bacteriana (PB).

Substrato
Embora a presença de microorganismos cariogénicos seja importante, uma fonte de substratos tem que estar presente. Para o metabolismo da bactéria, os carbohidratos refinados, de preferência na forma de sacarose, são os eleitos. Convertidos em produtos ácidos, fazem baixar o pH da saliva, resultando na desmineralização do esmalte.

Tempo
Estudos comprovam que a ocorrência de cáries dentárias, não depende tanto da quantidade de carbohidratos refinados, mas sim da sua consistência e frequência.
Os hábitos alimentares têm um papel extremamente importante. O consumo repetido de açúcares, usualmente na forma de snacks ou pequenos lanches, geram, constantemente, uma diminuição do pH salivar, despoletando episódios de grande susceptibilidade para o esmalte. A título de exemplo, alimentos como as batatas fritas e bolachas recheadas, são mais "colantes" e potencialmente mais maléficas que refrigerantes, rebuçados ou leite açúcarado.
O conhecimento da etiologia e fisiopatologia das lesões de cárie dentária permite compreender a importância do seu diagnóstico precoce.
O controlo da cárie dentária deve passar em primeiro lugar pela prevenção. Há que evitar novas lesões activas, limitar o consumo de carbohidratos refinados, motivar para uma boa técnica de higiene oral e para a aplicação de fluoretos.


O que é uma Restauração Dentária?

A restauração é o processo, pelo qual um dente afectado por cárie ou partido, volte a ter a sua forma e função normal. Quando um dentista faz uma restauração, remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida e preenchendo então a cavidade limpa com um material de restauração. A restauração também ajuda a prevenir uma deterioração posterior fechando o acesso das bactérias os espaços onde se podem infiltrar.

Tipos de Restaurações

Não existe um tipo ideal para todas as pessoas. Possíveis alergias a certos materiais, o local da arcada dentária que necessita de ser restaurado e o preço definem o tipo de restauro dentário a ser efectuado.

Materiais de restauro dentário

  • Resinas compostas (compósitos) que combinam com a cor dos dentes são utilizadas quando se deseja uma aparência mais natural, adaptando-se à cor dos dentes existente. O compósito é misturado e colocado directamente na cavidade, onde endurecem. As resinas compostas não são o material mais indicado para restaurações muito extensas, partem-se mais facilmente e desgastam-se com o tempo. Também podem manchar com pigmentos (tabaco, chá, café) e não duram tanto quanto outros tipos de restaurações - Duração 3 a 10 anos em função do restauro, são no entanto os que produzem uma menor destruição do dente por causa da maior capacidade dos compósitos em aderirem ao dente;
     
  • Restaurações de porcelana (onlays ou inlays) são também designadas por incrustações ou facetas. São feitas sob medida por um laboratório de próteses e, em seguida, cimentadas no dente. Podem combinar com a cor do dente e resistir a manchas. A restauração de porcelana geralmente cobre a maior parte do dente;
     
  • Restaurações de amálgama (prata) são resistentes e relativamente baratas. Devido à sua cor escura, são mais visíveis que a porcelana ou o composto de resina, não são utilizadas em áreas muito visíveis;
     
  • Restaurações a ouro são feitas propositadamente num laboratório de próteses e colocadas no dente. A tolerância dos tecidos a este tipo de restauro é elevada e a sua durabilidade pode-se extender a mais de 20 anos. Muitos técnicos consideram o ouro o melhor material para restauração, no entanto, requer várias visitas à clínica dentária e tem um preço elevado.

O que acontece quando se faz uma restauração?

Quando se restaura um dente cariado, remove-se a parte deteriorada e limpa a área atingida. Depois de limpa a cavidade, a restauração é feita com um dos materiais descritos anteriormente.

Como saber se necessito de uma restauração?

Apenas o médico dentista poderá determinar se há necessidade de um restauro dentário. Durante uma avaliação, o dentista utilizará equipamentos especiais com complemento, ou não, de equipamento radiológico para avaliar as superfícies de cada dente.

Substituição de restaurações metálicas por compósito

A troca de uma restauração metálica nos dentes posteriores por uma restauração estética, em compósito, é viável quando há problemas que envolvem a saúde do dente ou uma fractura da restauração já existente. A substituição de restaurações realizadas com amálgama são também executadas quando há libertação de substâncias que mancham o esmalte dentário.






 


Contactos

Unidade Entrecampos:
(+351) 218260315
(+351) 915980601
(+351) 968407272
(+351) 936382930

Unidade Portela:
(+351) 211321155
(+351) 918938620

URGÊNCIAS DENTÁRIAS
(+351) 913387161

 info@clinicaldent.pt

 

Actualizamos a
Politica de Privacidade


CONSULTE