#  DESTAQUES  #


Marcação Online de Consulta


 



















TRATAMENTOS :: Medicina Dentária « anterior
ODONTOGERIATRIA
 
Odontogeriatria
 
A Odontogeriatria é a área da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico e tratamento dos problemas de saúde oral dos pacientes mais idosos.
 
Odontogeriatria é uma das especialidades da Medicina Dentária, estando esta vocacionada para o tratamento da saúde oral do idoso, sendo o seu principal preceito a integração social, psicológica, funcional e preventiva de doenças orais, que podem aumentar o risco de doenças sistémicas. É de salientar, que nos concernes dias, a importância dos dentes também vai para além da mastigação.

A higienização diária e a visita regular ao especialista de Medicina Dentária (de 6/6 meses), são factores cruciais na manutenção da saúde oral como um todo, evitando assim as doenças orais crónicas presentes no idoso como as cáries de raiz, xerostomia (boca seca), desgaste dentário, lesões da mucosa oral (candidíases, leucoplasias, etc), cancro  oral, doenças periodontais, entre outras. O periodonto, que engloba as estruturas de suporte do dente, pode, com a idade, sofrer um decréscimo no seu conteúdo de fibras, mas não há uma correlação clínica positiva e somente sob condições patológicas adversas (placa, tártaro, trauma oclusal, por exemplo). Devido às alterações neuro-musculares associadas ao envelhecimento, existe também uma mudança na ingestão de alimentos, em que, consequentemente, poderão ocorrer alguns fenómenos patológicos, como a aspiração, mastigação incompleta, refluxos ou inalação dos mesmos. A tonicidade da musculatura da língua é outro aspecto que acaba por criar mais um factor de readaptação das pessoas idosas, para conseguirem que o bolo alimentar possa atingir o estômago de forma mais adequada. Por existir uma diminuição natural na secreção dos sucos gástricos com a idade, o preparo correcto do bolo alimentar na boca é primordial.

Contudo, não existe uma analogia da idade com a capacidade gustativa, por ser esta um fenómeno complexo que envolve a sensibilidade olfativa, táctil e a capacidade cognitiva, como, por exemplo nos alimentos salgados, onde a condição gustativa da ponta da língua é maior nos jovens que nos idosos, pois há um decréscimo do fluxo salivar com a idade, muitas vezes motivado pelo interacção de fármacos.

Outro aspecto geralmente observado no idoso é a halitose, muitas vezes citada pelo paciente como tendo origem dentária. Após um tratamento de limpeza da cavidade oral, higienização e bochechos com clorexidina, se não forem observadas melhoras, devem-se procurar causas esofágicas ou gastrointestinais.

O facto de não ter os dentes tratados, ou a ausência de Prótese Total ou de uma Prótese Parcial Removível adequada, aguça um sentido de mutilação que é característico da idade avançada. Seja na família, no trabalho ou nos ambientes sociais, o idoso não deve ter restrições em sorrir, falar ou seleccionar alimentos adequados à sua condição funcional de mastigação.

 

 






 


Contactos

Unidade Entrecampos:
(+351) 218260315
(+351) 915980601
(+351) 968407272
(+351) 936382930

Unidade Portela:
(+351) 211321155
(+351) 918938620

URGÊNCIAS DENTÁRIAS
(+351) 913387161

 info@clinicaldent.pt

 

Actualizamos a
Politica de Privacidade


CONSULTE