#  DESTAQUES  #


Marcação Online de Consulta


 



















PERGUNTAS (FAQ) :: Patologias Orais « anterior
A Minha Língua tem uma Aparência Diferente. O que pode ser?
O que é Lingua Pilosa? O que é Língua Negra? Dor na Língua! O que poderá ser? Quais as causas do aparecimento da Língua Branca?
 

A Minha Língua tem uma Aparência Diferente. O que pode ser?

Pode ocorrer quando a língua está inflamada (glossite). As papilas (saliências sobre a língua) desaparecem fazendo com que a língua tenha uma aparência lisa. A língua geográfica é uma forma irregular de glossite, onde o local da inflamação e a aparência da língua mudam de um dia para o outro.

Lingua Pilosa

É uma condição benigna em que a língua parece peluda ou pilosa. O distúrbio geralmente desaparece com antibióticos.

Língua Negra

Por vezes a superfície superior da língua fica preta ou castanha, o que é uma condição desagradável mas não é danosa.

Dor na Língua

A dor pode apresentar-se com a glossite e a língua geográfica, assim como com:

  • Neuropatia diabética
  • Leucoplasia
  • Úlceras na boca
  • Cancro oral

Causas do Aparecimento da Língua Branca:

Apesar de existirem muitas causas que podem fazer como que tenhamos a língua branca, a maioria destas deve-se à falta de uma correta higiene oral e pode ser corrigido facilmente. A língua branca também se pode manifestar em forma de manchas brancas na língua, uma língua branca ou escura pilosa, ou um revestimento branco na língua.

A língua apresenta características importantes que a torna uma superfície relativamente retentiva. Ela deve ser observada em relação ao seu aspecto e deve-se indagar alguma queixa na língua. Na língua podemos observar:

  • Candidíase – a Cândida albicans (um fungo) cresce na superfície da língua e da boca. Ocorre mais frequentemente em pessoas que tomam esteróides e imunossupressores,  e em diabéticos;
  • Cancro Oral – úlcera lingual que aparece e cresce rapidamente. O cancro oral é mais comum em pessoas que fumam e / ou bebem álcool exageradamente;
  • Macroglossia (língua grande) – pode ser devido a várias causas. Estes tipos de macroglossia incluem congénita, inflamatória, traumática, oncológica e causas metabólicas. Entre as causas de aumento da língua estão: doença da tiróide, linfangiomas e anormalidades congénitas;
  • Síndrome da ardência da língua – é um problema relativamente comum. A língua arde e tem a percepção de ter um paldar diferente e anormal. Aparentemente não se observa nenhum dano, a síndrome da ardência bucal pode ser causada por um leve problema nervoso.
  • Língua geográfica – surgem na superfície lingual manchas esbranquiçadas e regiões mais vermelhas (despapiladas) que periodicamente mudam de lugar e de aparência. A língua geográfica não provoca dor.

  • Glossite atrófica – a língua é lisa e de textura edemaciada. Muitas vezes é devido a anemia ou deficiência de vitamina do complexo B;
  • Úlceras de aftas pequenas - muito dolorosas e que aparecem periodicamente sobre a língua ou na boca. É relativamente comum e de causa desconhecida. Não são contagiosas e não estão relacionados com herpes;
  • Leucoplasia oral – manchas brancas que aparecem na língua que pode ser raspada. A leucoplasia pode ser benigna ou pode progredir para cancro oral;
  • Língua pilosa – as papilas podem crescer exageradamente a partir da língua, dando a ela uma aparência branca ou negra. O raspar as papilas corrige esta condição que é indolor.

  • Estomatite herpética – o vírus herpes  pode causar feridas na língua, embora usualmente ocorra nos lábios;
  • Líquen plano – uma condição indolor que afeta a pele ou a boca. A causa é desconhecida, contudo, acredita-se que seja causado pelo sistema imune atacando a pele e a boca.

Na língua, também se deve considerar o aspecto retentivo da sua superfície devido à altura das papilas, e fissuras. Por outro, deve-se considerar a possibilidade do paciente usar piercing, o que aumenta a retenção de microorganismos.

Os microorganismos que colonizam a superfície da língua formam o biofilme lingual conhecido como saburro lingual.
O saburro é uma placa bacteriana que se instala sobre a língua quando as condições do hospedeiro favorecem a aderência de microorganismos, muitos dos quais são patogénicos e também produtores de odores desagradáveis.

  • O saburro deve ser removido com o raspador lingual e em seguida tratado com bochecho de Colutório/Elixir com características oxidantes;
  • O saburro precisa de ser tratado do ponto de vista local, mas muitas vezes também exige o tratamento sistémico com antibióticos, aumento da salivação e redução da descamação, além da fisiológica.

As estratégias de tratamento baseiam-se em: reduzir a população microbiana, reduzir a disponibilidade de nutrientes, transformar os gases que provocam maus odores, que são voláteis (sulfidreto) em sais de enxofre não voláteis e tratamento local com limpeza da língua e uso de Elixir.

 





 


Contactos

Unidade Entrecampos:
(+351) 218260315
(+351) 915980601
(+351) 968407272
(+351) 936382930

Unidade Portela:
(+351) 211321155
(+351) 918938620

URGÊNCIAS DENTÁRIAS
(+351) 913387161

 info@clinicaldent.pt

 

Actualizamos a
Politica de Privacidade


CONSULTE